Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida Colorida

Um sítio onde escrevo sobre as cores que pautam a minha vida

Um sítio onde escrevo sobre as cores que pautam a minha vida

Vida Colorida

15
Nov09

6ª feira 13...dia de sorte ou de azar?

Vida Colorida

Ainda estou a tentar responder a esta kestão... se esta 6ªf foi dia de sorte... ou de azar...

 

Há mt tempo q axo q 6ªf dia 13 é dia de sorte... sei q mta gente n axa ms p além d não ser mt supersticiosa, normal/ nesses dia acontece-me algo de bom... neste caso n sei se devo considerar o q aconteceu bom... pk embora eu tenha gostado mt ( como eu detesto admitir isto...), complica ainda + a m cabeça (apesar de ter terminado a m fase loura, continuo mt confusa :P)

 

Na 6ªf de manhã ele chegou todo bem disposto... fartou-se de falar logo que chegou (o q n é lá mt normal nele... 1º pk n é mt de "puxar" conversa e ainda para + logo de manhã) o q obvia/ me irritou bastante!!! (afinal na noite anterior tinha-lhe enviado um sms e ficou pendente durante horas... nessa manhã ele disse-me q recebeu o m sms mas só qd ligou o tlm p ligar o despertou pk o tinha tido desligado...)

 

Como imaginam akele humor matinal após na noite anterior ter desligado o tlf p n ser incomodado desagradou-me profunda/... p isso e pk tenho um bocadinho (há kem diga q é mm mt :P) mau feitio e pk toda akela alegria me estava mm a irritar... fui um bocadito bruta c ele e perguntei-lhe se n keria ir p a outra sala p fazer o trabalho dele...

 

Perguntou-me pk o deveria fazer e eu (smp de resposta pronta...até mm qd n era exacta/ akilo q keria dizer...mas nem smp se pode/deve dizer o q se ker) disse-lhe q seria óptimo p os 2 q ele mudasse de sala pk assim eu ouvia a m música (q ele n suporta) à vontade e pk já tínhamos ultrapassado o limite máximo de horas q nos conseguimos aguentar numa semana... portanto convinha manter a distância de forma a conseguirmos manter uma convivência "quase" saúdavel...

 

P meu espanto (pk normal/ ele simples/ faz de conta q n ouviu), ele levantou-se, pegou no casaco e saiu mm... aí percebi q tinha sido real/ bruta e fikei a sentir-me mm mal... pensei, repensei e concluí q tinha mm q lhe pedir desculpa (afinal ele n tem culpa q a presença dele me incomode pk volta n volta dou p mim a pensar no sorriso ou no abraço dele...)

 

Fui até à casa-de-banho p ganhar coragem, pensei várias x no q dizer e lá fui até à sala onde ele estava... pareceu-me surpreso qd me viu entrar... fiz uma pergunta qq q agora n me lembro mas q serviu p ver como ele me respondia e p ganhar + coragem e "ataquei" c o pedido de desculpas...

 

Ele "PC" (politicamente correcto como eu lhe xamo) como smp, disse q td bem mas q real/ ser mandado embora 2 dias seguidos era xato embora preferisse o computador dakela sala pk n bloqueava tanto (nem me recordava q no dia anterior tb o tinha mandado embora)

 

C o pedido de desculpa lá me senti um pc + avaliada... mas notei q + 1x e ao contrário do q acontecia antes... agora sou eu q tenho dificuldade em olhá-lo nos olhos. dantes ele nc olhava nos olhos e fazia-me confusão...agora quase smp q fala cmg olha-me nos olhos...e agora sou eu q fujo.. n é consciente fazê-lo, qd vi ... já fiz... mas axo q no fundo tenho receio q os m olhos me digam + do q kero dizer c os lábios...

 

Voltei p a m (nossa) sala e a manhã foi passando até q perto da hora de almoço "fui convidada a convidar os colegas a irem almoçar connosco"... qd falei c ele pensei q ele n iria aceitar... até começou p dizer q n lhe dava jeito pk tinha almoço em casa e tal... mas acabou p ir... mal falámos durante o almoço pk 1 dos m colegas monopoliza as atenções mas mm assim gostei (embora n kizesse gostar) q ele estivesse lá.

 

Ao final da tarde precisei de lhe pedir boleia..(precisei mm n foi c intenção de ficar + tempo c ele ate pk me sinto bastante constrangida por ter q lhe pedir e tenho smp medo q ele fike xateado)  

 

Chegámos perto da m casa e lá estivémos + 1x cerca de 2 horas no carro a falar..

 

No meio da conversa despedimo-nos imensas x c akele abraço tão bom (e tão perigoso) até q numa dessas despedidas "passei-me" e fiz algo q n tem nada a ver cmg...

 

Costumo brincar c ele e digo-lhe q akele pescoço já merecia uma mordidela e n é q n mordi ...mas passei a língua no pescoço dele ???

 

kem me conhece provavel/ pensaria q eu tinha bebido p fazer algo assim...juro q n bebi nd mas real/ n devia estar nd mas mm nd bem...

 

No momento seguinte esperei uma reacção dele... q ficasse xateado , ofendido, magoado...sei lá, qq coisa ... mas n aconteceu nd (o q me fez sentir mt pior) ...simples/ sorria enquanto eu me desculpava vezes sem conta... n percebi se nc + me iria falar ou se estava xateado ms n keria demonstrar...

 

Depois de + alguma conversa ele fez algo q eu nc pensei q alguma x fizesse, em + uma das n despedidas, pegou na m mão e deu um beijo... como sou tonta mas a verdade é quase me "desmanchei"... axei tãoooo fofo!!!

 

n sei se corei mas se n corei, deveria... p conta da surpresa e simultanea/ do agrado... tentei desviar a conversa c medo q fosse demasiado óbvia mas a dada altura assumi q n esperava ms tinha gostado, disse-lhe q tinha sido fofo e disse... "outra coisa tb mt fofa... (mas q n é malukete, n te assustes :P) é... mas se eu te disser, mm q um dia faças nc saberei se fizesses pk eu disse ou pk iniciativa própria... p isso n vou dizer"...ele disse p eu n dizer...  referia a uma beijoca na testa, p mim tem o mm significado q um beijo na mão e é =/ fofo (como sou lamechas :P)

 

+ 1 bocadito de conversaa, + 1 x ele disse q tínhamos q ir embora (e tínhamos mm aliás já devíamos ter ido :P) e lá viemos embora... pedi + 1x desculpa pela "asneira", ele disse q n fazia mal, q n estava xateado ms n fikei nd, mm nd convencida...

 

Qd cheguei a casa só me lembrava "da asneira", da não reacção e da minha não compreensão à não reacção (bem q ele ainda nesse dia estava a dizer q é normal as pessoas n entenderem o facto de ele n ser mt expressivo... mas q n é p mal...), da beijoca na mão e no facto de durante um dos abraços ele ter dado um longo suspiro e a dada altura ter dito q n entendia pk é q as x tínhamos q nos xatear, se teria q ser mm assim... se seria suposto habituarmo-nos... eu respondi somente " pk é preciso"... ele disse q n entendeu... será q n entendeu ou n kiz entender???

 

Keria ter-lhe dito q tenho q pensar o pior possível a respeito dele (embora não consiga) p acalmar "isto" aki dentro, keria ter-lhe dito q nessa manhã n deveria ter dito directa/ q n namorava (era bem + fácil pensar q sim), q n deveria dar-me akeles abraços (apesar de eu gostar tanto deles), q nc me teria ter dado um beijo na m mão (pk eu quase me derreti :P) , q n deveria ter akela voz calma q me faz sentir em paz nem akele sorriso q eu adoro ver...

 

Está cd dia + dificil controlar isto.. mas...de q me serve "td isto" se sei q é impossível???

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub